‘Funk Generation’ de Anitta tem artista visual da Maré por trás das telas

Data:

Patrick Marinho registra a Maré em novo álbum da cantora, reproduzido em todo o mundo

É a geração do funk e da favela brilhando no mundo. Patrick Marinho, diretor de fotografia e artista visual, cria do Conjunto de Favelas da Maré, foi o responsável pelos registros do videoclipe A Baile Funk Experience, medley do novo álbum da cantora Anitta, Funk Generation. Em dois dias, o disco garantiu a 2ª posição no Top Albums Debut Global do Spotify, plataforma que mostra as maiores estreias mundiais.

No video, são exibidos clicks da Maré e Patrick fala sobre a produção de repercussão mundial: “São oportunidades que dificilmente a gente vai ter como favelado, de ocupar esses lugares da grande mídia. Então tá sendo uma experiência muito rica pra mim”, conta. 

Já leu essa?

O primeiro videoclipe que ele colaborou com a cantora foi Funk Rave, do mesmo álbum, e levou o título de melhor clipe de música látina no MTV Video Music Award (VMA): “Mostrou que os favelados também podem estar ali nesses grandes espaços. A gente não tem oportunidade de pagar curso grande de fotografia e de direção, a gente trabalha pra botar comida dentro de casa. Estando nesses espaços, entendi que o favelado pode muito mais. Não só trabalhando dentro da favela, mas também ultrapassando os limites do território e levando a favela junto”, reforça.

O artista de 25 anos, atua desde os 18 como fotógrafo, há três anos como artista visual e ressalta o apoio do co-produtor Felipe Dutra e outras figuras da Maré na produção, como a Orquestra Maré do Amanhã, Andrey Lima e DJ Renan Valle: “Eu não faço nada sozinho e ter outros favelados comigo e pessoas pretas somando é muito importante pra mim”, diz.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

EDI na Maré se destaca por acolhimento na primeira infância

O Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) Profª Kelita Faria de Paula, localizado no Conjunto Bento Ribeiro Dantas se tornou uma referência ao falarmos de “lugar de escuta”

Clube de Futebol faz ‘vakinha’ para disputar torneio em São Paulo

No ano passado, com ajuda dos pais dos atletas, o clube disputou a Taça São Paulo na categoria sub 15, este ano o pensamento do clube é participar também na categorias sub 17