Ronda: Com queda em números, Rio retoma aulas presenciais

Ronda: Com queda em números, Rio retoma aulas presenciais

Por Edu Carvalho, em 08/10/2021 às 14h

Com expectativa para chegar ao patamar de 80% da população vacinada com duas doses contra o coronavírus nos próximos dias, o Rio de Janeiro segue projetando cenário de maior flexibilização, estruturado em um plano de reabertura criado em agosto. Uma das medidas que já entram em vigor é o retorno das aulas presenciais, decidido pelo Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 (CEEC) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio, após reunião na terça-feira (05). O grupo de especialistas recomendou o retorno pleno das aulas presenciais em todas as unidades de ensino públicas ou particulares, nos diferentes níveis de educação, considerando a melhora do cenário epidemiológico. 

A Secretaria Municipal de Educação do Rio (SME) já divulgou o cronograma de retorno às aulas no modelo 100% presenciais nas escolas municipais. A retomada das atividades nas 1.543 unidades de ensino, sem a necessidade de rodízio e distanciamento entre as carteiras, método adotado como forma de evitar a transmissão e contágio da covid-19, começa a partir do dia 18 de outubro, mas somente para alguns grupos de estudantes. As informações foram publicadas nesta quinta-feira (7).

A volta às salas de aula no mesmo modelo adotado antes da pandemia ocorrerá em duas etapas. No dia de 18, voltam para as escolas municipais do Rio os alunos da pré-escola, do 1º, 2º, 5º e 9º anos, além dos estudantes do Programa Carioca 2, de aceleração do ensino, que contempla cerca de 4 mil crianças e adolescentes. Já no próximo dia 25, retornam às aulas totalmente presenciais o 3º, 4º, 6º, 7º e 8º anos do ensino fundamental, como também as crianças das creches, os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e das classes especiais.

Ainda sobre a flexibilização….

O secretário municipal de saúde Daniel Soranz fez questão de ressaltar em seu Twitter, após discussão calorosa sobre a continuidade do uso de máscaras na capital, que fica tudo como está: ‘’1. Neste momento não está autorizada a retirada da máscara na Cidade do Rio 2. Há uma previsão para a retirada em locais abertos quando a cobertura vacinal alcançar 65% da população em geral. 3. Obviamente se o cenário epidemiológico continuar evoluindo favoravelmente’’, frisou. 

Fiocruz enfatiza importância de medidas restritivas e uso de máscaras 

O Boletim Observatório Covid-19 Fiocruz, publicado nesta última quinta-feira (7/10) destaca queda sucessiva no número de casos e óbitos, além de estagnação na taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) em patamares baixos na maioria dos estados brasileiros. Essa, de acordo com os pesquisadores, é a melhor evidência do sucesso da vacinação na prevenção de formas graves e fatais da doença. No entanto, apesar das boas notícias, é essencial manter as medidas preventivas para bloquear a circulação do vírus. E o país ainda não está conseguindo bons patamares neste sentido. 

Pesquisa inédita avança

Um dos mais importantes estudos em andamento no Brasil sobre a efetividade da vacina ganha novos passos. A pesquisa liderada pela Fiocruz terá seu novo desdobramento com a aplicação da segunda dose do imunizante nas unidades de saúde espalhadas pelas 16 favelas da Maré. O recado para o morador é: não deixe de tomar sua segunda dose.

Desde de junho de 2020, o projeto “Conexão Saúde: de olho na Covid” executa diversas ações de mobilização, vigilância e cuidado em saúde, combinando serviços de testagem, telessaúde e isolamento domiciliar seguro com a comunicação estratégica no território – tornando-se referência no combate à pandemia em favelas.

Os estudos de eficácia da vacina estão atualmente na fase que avalia o sucesso das vacinas aprovadas contra a covid-19 na população, a chamada fase 4. A conclusão dessas pesquisas tem previsão de pelo menos dois anos para resultados sólidos, no entanto, já começam a apresentar respostas significativas, inclusive no Brasil, onde os dados evidenciam uma diminuição significativa e progressiva de óbitos da população vacinada.

Segunda fase do #VacinaMaré

Moradores da Maré já começaram os preparativos para a segunda fase do #VacinaMaré, campanha de imunização em massa que pretende vacinar contra a covid-19 a população mareense. A mobilização no território começa amanhã para a vacinação que acontece nas unidades de saúde nos dias 14, 15 e 16 de outubro.  A iniciativa faz parte de um estudo da Fundação Oswaldo Cruz, em parceria com Ministério da Saúde, Redes da Maré, Secretaria Municipal de Saúde, SAS Brasil, Conexão Saúde e PUC-Rio.

Além de aplicar a segunda dose, pessoas com mais de 12 anos poderão ser vacinadas pela campanha. Para receber a vacina, é preciso ter cadastro em uma unidade de saúde. Se houver dúvidas, procure ir na mais próxima de você ou um agente de saúde comunitário. Seus vizinhos ou familiares podem ter o contato de whatsapp do agente que atende sua rua ou região. Para mais informações, acesse: https://www.vacinamare.org.br/

Covid-19 na Maré

De acordo com o Painel Unificador COVID-19 Nas Favelas, o Conjunto de Favelas da Maré é o 1º lugar nos registros de óbitos e casos dentre as comunidades cariocas. Ao todo, são 9.525 casos e 373 mortes no território. Na lista, ainda permanecem em ordem como principais pontos de infecção e óbitos: Rocinha (3951 casos/145 mortes), Fazenda Coqueiro (3769 casos/243 mortes), Alemão (31771/178 mortes), e Complexo da Penha (2528 casos/123 mortes). Nos últimos 15 dias, não foram registradas mortes no território da Maré.

Máscaras que salvam

Nós não deixaremos de falar: vacina boa é vacina no braço.

E lembre sempre: #UsaMáscaraMorador

Até o fechamento desta edição da Ronda, o país contabilizava mais de 599.865 óbitos e 21.532.210 casos, segundo o consórcio de veículos de imprensa (Globo, Jornal O Globo, Extra, Folha, Estado de São Paulo, G1 e UOL). Aos familiares, parentes e amigos das vítimas, nosso abraço. 

Maré de cultura

O Museu de Arte do Rio será ocupado por programações culturais nos fins de semana durante o mês de outubro. Entre as atividades estão a apresentação da DJ Bieta, roda de capoeira, circo, artistas de rua e a intervenção Ladrilha. Já neste sábado (09), haverá apresentações do circo Up Leon, contação de histórias, visitas guiadas pelo espaço e uma intervenção feita pela Companhia Ih, Contei!, com pílulas poéticas. No domingo, a programação segue. Você pode conferir nas redes sociais do Museu. 

Tá pensando que para por aí? O Museu do Amanhã, o Museu Histórico da Cidade, o EcoMuseu do Quarteirão Cultural do Matadouro de Santa Cruz, a Lona Cultural Municipal João Bosco, as arenas Abelardo Barbosa – Chacrinha e Renato Russo, além do Memorial Municipal Getúlio Vargas e o Centro da Música Carioca Artur da Távola também preparam atividades para a semana da criança. Saiba mais visitando o Instagram da Secretaria de Cultura. 

Já conferiu a programação de oficinas remotas e presenciais da Lona da Maré? Tem atividade rolando de segunda a sexta, com aulas gratuitas e abertas, online pelas redes sociais Facebook: @LonaCulturaldaMaré e instagram: @lonadamaré e presenciais na Lona da Maré. 

Perdeu nossos conteúdos da semana? Veja o resumão! 

Domingo (03/10)

Pesquisa comprova: pandemia agrava abismo criado pelo racismo estrutural, por Tamyres Matos 

Segunda-feira (04/10)

Bibliotecas Parque viram polos de reforço escolar na capital fluminense, por Redação

CUFA e Uber Eats se unem para doação de cestas básicas em favelas, por Redação

Terça-feira (05/10)

Eduardo Paes projeta fase de reabertura com liberação de eventos e flexibilização do uso de máscaras na 1ª quinzena do mês, por Edu Carvalho

AgeRio e Faperj lançam edital do Programa Inovação Rio, por Edu Carvalho

Quarta-feira (06/10)

Arena Carioca Dicró abre inscrições para Ensaios Abertos, por Redação

Comitê Científico do Rio recomenda retorno às aulas totalmente presencial, por Edu Carvalho

Quinta-feira (07/10)

Com Parque Madureira, bairro do subúrbio carioca terá maior horta do mundo, por Hélio Euclides

Zona Norte terá neste sábado ‘Dia D’ de vacinação antirrábica, por Hélio Euclides 

Mulheres Protagonistas: Projeto vai mapear mães trabalhadoras das artes, por Observatório de Favelas 

#VacinaMaré: saiba todas as informações para segunda dose da campanha na Maré, por Edu Carvalho

Muito prazer, somos a OCUPAÇÃO*, por Ocupação

Sexta-feira (08/10)

Com pandemia e sem escola, crianças indígenas enfrentam desafios no país, por Enóis

Campanha incentiva a Maré a tomar 2ª dose da vacina Covid-19, por Luciana Bento (Conexão Saúde)

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Edu Carvalho

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.