Ronda: flexibilização do uso de máscaras no Rio

Ronda: flexibilização do uso de máscaras no Rio

Por Tamyres Matos, em 29/10/2021 às 17h30

Ao apresentar os dados no 43º Boletim Epidemiológico do Rio de Janeiro nesta sexta-feira (29/10), o secretário de Saúde, Daniel Soranz, assegurou que a flexibilização do uso de máscaras em locais abertos na cidade é uma decisão que respeita o momento da pandemia. O prefeito Eduardo Paes havia divulgado na noite de terça-feira que o uso de máscaras em locais abertos não é mais obrigatório na capital.

“A gente precisa manter a coerência na saúde pública. Se não formos coerentes com os números, a população não vai respeitar as regras. No momento de baixo risco, com baixa taxa de transmissão, não faz sentido continuarmos impondo as mesmas medidas restritivas de antes”, argumentou o secretário.

Além de comparar com a flexibilização em outros países – que retiraram a obrigatoriedade da máscara em lugares abertos com índices menores de imunização -, Soranz destacou alguns números que embasaram a decisão do comitê científico da cidade: de cada 100 testes realizados na cidade, somente 4 estão dando positivo; 82% das unidades de saúde não recebem casos de covid há mais de uma semana; 2% das internações hospitalares são por covid-19.

Segundo as informações apresentadas pela Prefeitura, as unidades de saúde da cidade registraram o menor número de internações no período de uma semana desde o início da pandemia em 2020. Pela primeira vez desde a divulgação dos boletins epidemiológicos, a categoria de cor verde (baixo risco) pode ser utilizada no mapa de risco de contaminação.

“A pandemia não acabou, mas hoje temos muita clareza que vivemos uma situação muito diferente de tudo que já vivemos. Deve-se usar máscaras em locais fechados, é importante que a população mantenha os lugares ventilados, priorize atividades ao ar livre, procure uma unidade de saúde em caso de sintomas, mantenha atualizada a aplicação das doses e um legado que podemos tirar da pandemia é manter constante higiene das mãos”, disse Márcio Garcia, superintendente de Vigilância em Saúde do Rio.

Vacinação

De acordo com os dados divulgados nesta sexta, 688 mil doses de reforço já foram aplicadas. Mais de 65% da população carioca está com o com esquema vacinal completo e 10.928.181 doses foram aplicadas ao todo no Rio de Janeiro. Soranz ressaltou que 99,5% da população acima de 12 anos tomou pelo menos a primeira dose da vacina.

“A gente agora tem estoques no limite, estamos esperando a chegada de novas doses. Temos estoque até sábado, então não vamos ter vacinação no feriado (o Dia do Servidor – celebrado no dia 28/10 – foi alterado para o dia 1/11 e no dia seguinte é Dia de Finados)”, explicou.

Os postos de vacinação espalhados pela capital fluminense seguem aplicando a primeira dose em maiores de 12 anos que ainda não tenham se vacinado. Quem perdeu a data da 2ª dose deve se vacinar o quanto antes para completar o esquema vacinal, não é necessário esperar uma data específica de repescagem.

O secretário de Saúde ressaltou ainda que pessoas de outros municípios também podem receber a dose de reforço ou a segunda dose no Rio, caso seja a idade do cronograma vigente.

Maré de cultura

Favela é muito mais que vulnerabilidade e no dia 4 de novembro é momento de celebrar a importância cultural e histórica do termo. O Dia da Favela é celebrado neste dia porque foi quando a expressão favela apareceu pela primeira vez em um documento oficial no ano de 1900.

Para marcar a celebração da potência, resiliência, representatividade, capacidade empreendedora e força cultural das favelas por todo o Brasil, será realizada uma série de atividades. À meia-noite do dia 3 para o dia 4, haverá uma grande queima de fogos em mais de 400 favelas do Rio.

Confira a programação do Dia da Favela no Rio de Janeiro:

Homenagem a Arlindo Cruz
Horário: 10h
Local: Escola República de El Salvador
Endereço: Rua Almeida Nogueira, 85 – Piedade, Rio de Janeiro – RJ, 20740-210

Em iniciativa da Central Única das Favelas (Cufa) e a Secretaria Municipal de Educação, a Escola Municipal República de El Salvador, onde o sambista Arlindo Cruz estudou, recebe a esposa dele, o sambista e amigo Dudu Nobre e a bateria do Império Serrano, escola do coração de Arlindo, para a qual ele já compôs vários sambas. Dudu e a escola vão cantar e tocar com um coral formado por alunos do colégio.

Aulão sobre a origem do Dia da Favela
Horário: 13h
Local: Escola Monte Castelo
Endereço: Rua Ouseley, S/N – Coelho Neto, Rio de Janeiro – RJ, 21530-170

Em iniciativa da Central Única das Favelas (Cufa) e a Secretaria Municipal de Educação, os professores da Escola Monte Castelo, e de várias outras municipais pelo Rio, vão dar um aulão contando sobre as origens do Dia da Favela, o porquê do nome e como se formou a primeira favela do Brasil, o Morro da Providência, na região Central do Rio. Depois uma redação será aplicada aos alunos.

Ainda nessa escola, vai acontecer a produção de grafites, realizada pelo Museu de Grafite da Pedreira, além de slam, música e roda de rima.

Exposição Sua Arte Aproxima
Horário: 10h
Local: Museu de Arte do Rio (MAR)
Endereço: Praça Mauá, 5, Centro – Rio de Janeiro

A exposição de grafite teve origem no resultado de um concurso que a Central Única das Favelas (Cufa) promoveu, a pedido da Microsoft, como uma das ações de promoção do lançamento do Windows 11. Serão expostas artes inéditas de grafiteiros de favelas do Rio e de São Paulo, que participaram de um concurso, e um grande mural do espaço será grafitado, para celebrar especialmente o Dia da Favela.

Concurso Pegue a Visão (Online)
Da janela, o jovem, estudante da rede municipal de ensino, deverá tirar uma foto da sua comunidade e postarem suas redes sociais, entre às 23h59 do dia 3 de novembro até 23h59 do dia 4 de novembro, usando hastags #cufa #smerj #diadafavela.

As fotos serão escolhidas por um grupo curador formado pela CUFA. As 10 melhores irão para um site de votação popular que será disponibilizado posteriormente. As três mais votadas ganharão prêmios, como: a reprodução da fotografia como um grafite no muro da instituição que o aluno estuda, duas passagens aéreas para qualquer lugar do Brasil de ida e volta para alunos da rede; livros do autor Otávio Junior, entre outros prêmio.

Confira mais ações:

Vidigal

Local: Associação dos Moradores Da Vila Do Vidigal

Endereço: Avenida Presidente João Goulart, 737

Horário: 9h – Plantação de mudas de favela na trilha do Morro Dois Irmãos

14h – Palestra, na associação, com as crianças dos projetos e moradores, sobre a importância do Dia da Favela. E sobre como surgiu o Vidigal com fotos antigas e projeção em um telão.

Jacarezinho

Local: Centro de Referência da Juventude do Jacarezinho

Endereço: Av. Dom Hélder Câmara, 1184

Horário: o dia todo

Atividades: Corte de cabelo; torneio de futebol e torneio de queimado

Complexo do Alemão

Horário: 9h às 18h

Local: CUFA Complexo do Alemão

Endereço: Estrada do Itararé, n° 480, loja k 28 – Mirante do Complexo

Atividades: Aferição de pressão e glicose; plantação de mudas de favela; palestra sobre câncer de mama outubro rosa; Distribuição de 200 refeições; apresentações dos Raps; Roda de Capoeira; Batalha de Dança do Passinho; apresentações dos grupos de Dança de Rua; Batalha de Rimas; apresentações dos MC’s

Morro do Sossego

Local: Maloca

Endereço: Estrada José Adamian,10 – Pantanal – Duque de Caxias

Horário: 14h às 17h

Atividades: Oficina de Artesanato e Roda de Conversa com Mulheres sobre o Dia da Favela: Origem e História

Borel

Local: Campo da grota.

Horário: 10h às 15h

Atividades: Torneio de futebol com crianças e adultos; apresentação grupo de dança; roda de conversa sobre uma pesquisa desde a fundação do morro até agora em 2021; lanche com cachorro quente, bolo e refrigerante.

Muquiço

Endereço: Rua. Sargento Isanor de campus sn/ ref. Comlurb – Deodoro

Horário: 14h às 20h

Atividades: Pintura; torneios de futebol masculino e feminino; Bolo e parabéns para a favela, distribuição de Big Mac, salgados, doces e refrigerante; entrega das cestas básicas.

Jorge Turco

Horário: 11h

Endereço: Rua Macabu 590, Guaxindiba – Coelho Neto

Atividades: Exposição de fotografia, corte de cabelo, manicure e trancista.

Fique por dentro: confira destaques da semana no Maré de Notícias!

Sábado, 23/10
Escola da Baixa do Sapateiro faz evento para eternizar homenagem às professoras. Por Hélio Euclides
O Bem e o Mal. Coluna por Marcello Escorel

Segunda-feira, 25/10
CCBB-RJ: Oficinas estimulam capacidade de inovação e espírito empreendedor. Por Redação
Vacinação Covid-19 Rio: calendário prossegue na capital; saiba informações. Por Edu Carvalho
MAR opera com 100% da capacidade para receber público. Por Redação

Terça-feira, 26/10
Governo do Estado fará busca ativa por alunos para evitar evasão escolar. Por Redação
Baixada Fluminense cumpre requisitos para entrar no mapa do turismo brasileiro. Por Site da Baixada
Um golpe de Estado no Sudão. Por Alexandre dos Santos
Carta de Saneamento da Maré: saiba mais sobre diagnóstico e metas estabelecidas. Por Hélio Euclides

Quarta-feira, 27/10
Capital do Rio libera uso de máscaras em locais abertos; governo precisa validar decisão. Por Edu Carvalho

Quinta-feira, 28/10
Respira, Maré: localização entre vias expressas representa alerta para saúde respiratória. Por Tamyres Matos
Cervejeiro do Alemão ganha homenagem. Por Daniele Moura

Sexta-feira, 29/10
Economizar é a solução. Por Hélio Euclides

Clique e confira nosso último minipodcast publicado

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Tamyres Matos

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.