Ronda: Maré se prepara para o último dia do #VacinaMaré

Ronda: Maré se prepara para o último dia do #VacinaMaré

Por Edu Carvalho, em 15/10/2021 às 17h. Editado por Daniele Moura.

Na manhã desta sexta-feira, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, durante a apresentação da 41ª edição do Boletim Epidemiológico da cidade, divulgou o novo calendário de aplicação da dose de reforço da vacina contra a covid-19 em idosos. Até o fim de outubro, serão convocados os cariocas com 65 anos ou mais; e, até 17 de novembro, todos a partir de 60 anos. A atualização já está disponível no site oficial da Secretaria Municipal de Saúde. A divisão acontece por gênero. O intervalo mínimo recomendado para receber a terceira dose é de, no mínimo, três meses após a segunda dose (D2) do esquema vacinal.

‘’Se a gente olhar para a aplicação da dose de reforço, percebemos que é possível melhorar muito esse número. Em razão do atraso na entrega de vacinas, vamos adiar a aplicação, mas, independentemente desse atraso, todo mundo que tiver alguém em casa acima de 68 anos, leva essa pessoa para tomar essa dose de reforço. Não custa nada e vai salvar vidas’’, ressaltou Paes.

Ainda sobre números…. 

Até a última quinta-feira (14), 5.659.162 pessoas haviam tomado a primeira dose (D1) das vacinas contra a covid-19. Já aqueles que estão com esquema vacinal completo, somam-se 4.048.689 pessoas, o que representa uma cobertura de 60% da população total e de 76% da população adulta (a partir de 18 anos). As doses de reforço (DR) em idosos e pessoas com alto grau de imunossupressão é de 462.734 aplicações até o momento. No total, mais de 10,1 milhões de doses de vacina contra covid-19 já foram aplicadas no Município do Rio.

O mais recente Boletim destaca que o município encontra-se na fase amarela para para transmissão da covid-19. Todas as 33 regiões administrativas (RAs) do município estão no estágio de atenção de risco moderado no indicador que considera as internações e óbitos.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, a epidemia pode ser está sob controle na cidade. ‘’Pela primeira vez podemos falar que a covid-19 está controlada na cidade. Se não houver uma nova variante, alguma surpresa, podemos falar que estamos numa situação de estabilidade’’.

No panorama, desde março de 2020, o Rio tem 488.764 casos de covid-19, com 34.572 óbitos. Só no ano de 2021, foram 272.613 casos e 15.503 mortes. 

Maré na preparação para último dia de #VacinaMaré – 2a Dose

Moradores de todas as 16 favelas da Maré com mais de 12 anos poderão se vacinar com a primeira ou segunda dose da vacina contra a covid-19 nas unidades de saúde e associações de moradores. A campanha #VacinaMaré, que termina neste sábado, 16/10, faz parte de um estudo da Fundação Oswaldo Cruz, em parceria com Ministério da Saúde, Redes da Maré, Secretaria Municipal de Saúde, SAS Brasil, Conexão Saúde e PUC-Rio.

Para receber a vacina, é preciso ter cadastro em uma unidade de saúde. Se houver dúvidas, procure ir na mais próxima de você ou um agente de saúde comunitário. Seus vizinhos ou familiares podem ter o contato de whatsapp do agente que atende sua rua ou região. Para mais informações, acesse: https://www.vacinamare.org.br/

Após se vacinar o morador da Maré poderá fazer parte da pesquisa da Fiocruz que avaliará a efetividade da vacina na população mareense. Para participar é só comparecer as salas destinadas à ao projeto pós ou antes de se vacinar. A aplicação do questionário dura apenas 15 minutos, e morador fará, imediatamente, um teste gratuito de covid. Além disso, a pesquisa irá acompanhar a família por pelo menos 6 meses. A cada 3, pesquisadores irão a cada domicílio de cada família participante realizarem novos testes sorológicos gratuitamente.

Fiocruz reforça ação de ‘passaporte da vacina’ 

O Boletim Observatório Covid-19 Fiocruz, publicado hoje (15/10), defende que o sucesso no controle da pandemia no atual estágio em que o Brasil se encontra requer – além de elevada cobertura vacinal -, a associação de outras medidas como passaporte de vacinas e uso de máscara. Para ilustrar, traz exemplos das estratégias adotadas pela Singapura e Inglaterra, que viram os casos de Covid-19 voltarem a crescer em seus países. 

Segundo os pesquisadores do Observatório Covid-19 Fiocruz, com cenário apresentando menos de 50% da população com esquema vacinal completo, é fundamental que o Brasil adote o passaporte vacinal como uma política pública de estímulo à vacinação e proteção coletiva, além de reforçar para a população a importância da manutenção de outras medidas, como o uso de máscaras, higienização das mãos e o distanciamento físico e social. O documento ainda diz que a combinação deste conjunto de medidas é fundamental para garantir um processo cauteloso de retomada das atividades, a exemplo do que vem sendo realizado em Singapura, país considerado exemplar no enfrentamento da pandemia. 

“No Brasil, além do aumento da vacinação e da continuidade de medidas protetivas, a retomada de muitas atividades presenciais que foram suspensas durante a pandemia coloca a necessidade de readequar ambientes de convívio com filtros ou melhores condições de ventilação e prever estratégias de vigilância epidemiológica, com ampla testagem. A pandemia ainda está em curso. Estamos avançando, mas não podemos negligenciar cuidados que ainda se fazem fundamentais.”

E mais: Fundação e UFRJ indicam nota técnica para possível Carnaval 2022

A Fiocruz e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) elaboraram uma Nota Técnica, a pedido da Comissão Especial de Carnaval da Câmara dos Vereadores, que aponta cinco indicadores para a realização de um Carnaval seguro na cidade do Rio de Janeiro em 2022. O documento enviado ao Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 (CEEC), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio, considera indicadores utilizados por organismos internacionais para atividades de potenciais riscos de aglomerações. O conteúdo alerta para a necessidade de uma taxa de 80% da população completamente vacinada com as duas doses ou dose única, exige protocolos rígidos da prefeitura e constantes ações de monitoramento e vigilância das autoridades sanitárias.

Assinado pelos pesquisadores Hermano Castro, pneumologista e ex-diretor da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), e Roberto Medronho, professor titular de Epidemiologia da Faculdade de Medicina da UFRJ, o resumo do relatório pode ser lido aqui. 

Máscaras que salvam e vacina boa é vacina no braço.

E não custa lembrar: #UsaMáscaraMorador

Até o fechamento desta edição da Ronda, o país contabilizava mais de 602.201 óbitos e 21.611.552, segundo o consórcio de veículos de imprensa (Globo, Jornal O Globo, Extra, Folha, Estado de São Paulo, G1 e UOL). Aos familiares, parentes e amigos das vítimas, nosso abraço. 

Maré de cultura

Começa hoje, em formato híbrido, o festival Sesc Jazz, cuja programação de shows nacionais e internacionais, mostra de filmes e atividades de formação se estende até o dia 31. O pianista pernambucano Amaro Freitas abre os trabalhos direto do Sesc Pompeia, diante de plateia presencial reduzida e também em transmissão online. #DicaDoMeioEdaBravo 

O espetáculo Quando Todas as Folhas Caem, de Ciça Ohno com o Núcleo Fu Bu Myo In, abre hoje o Visões Urbanas, festival de dança que apresenta 18 espetáculos de cinco países, além de mostra de vídeo-dança e oficinas, até o dia 24. #DicaDoMeioEdaBravo

A tradicional roda de samba intitulada Feirinha do Pavuna e o DJ Goranmo, do irreverente Baile do Ademar, são destaque em mais uma edição da Feirinha do Sérgio Porto, no Humaitá. O evento, que reúne música, artesanato, brechó e gastronomia na parte externa do equipamento gerido pela Secretaria Municipal de Cultura, está marcado para este sábado (16/10), das 10h às 17h. O Espaço Cultural Sérgio Porto fica na Rua Humaitá 163, Humaitá. A entrada é gratuita.

É morador da Maré? Então não deixe de se vacinar com a segunda dose (ou a primeira, para aqueles que ainda não estão imunizados), e aproveitar a programação artística que acontece no #VacinaMaré. Tem apresentações para todos os gostos. Veja mais no Instagram da Redes da Maré! 

Perdeu nossos conteúdos da semana? Veja o resumão! 

Sábado (09/10)

Estudar é um ato político’, por Gracilene Firmino

Domingo (10/10)

O que elas têm a dizer?, por Maré de Notícias

Segunda-feira (11/10)

‘Vai se tratar, garota’: a revolução do TikTok, por Tamyres Matos
Edital Documentários Transformam recebe inscrições até 15 de outubro, por Redação

Quarta-feira (13/10)

#VacinaMaré: mobilização continua para imunização em massa, por Edu Carvalho 
Município do Rio retoma calendário de vacinação contra covid-19; saiba mais; por Edu Carvalho
UERJ vai instalar novo campus na Zona Norte da capital fluminense, por Redação

Quinta-feira (14/10)

Mulheres reivindicam atendimento ginecológico na Maré, por Gracilene Firmino
#VacinaMaré – 2ª Dose: campanha de vacinação recomeça na Maré, por Edu Carvalho

Sexta-feira (15/10)

#VacinaMaré – 2ª Dose chega ao segundo dia de campanha, por Edu Carvalho
Publicação de cartas de crianças moradoras da Maré completam dois anos, por Gracilene Firmino
Corrida de rua e intervenção artística marcam 20 anos do Observatório de Favelas, por Observatório de Favelas

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Edu Carvalho

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.