Ronda Maré de Notícias: Após leve melhora, Prefeitura começa reabertura gradual do setor econômico

Data:

Medidas flexibilizam consumo em bares, funcionamento de academias e casas de espetáculos

Por Andressa Cabral Botelho, em 07/05/2021 às 20h05

Durante coletiva nesta sexta-feira (07), o prefeito do Rio Eduardo Paes, junto ao secretário municipal de saúde, Daniel Soranz, divulgaram resultados do 18º Boletim Epidemiológico. A novidade é que depois de semanas, três das 33 regiões administrativas saíram do risco muito alto para a covid-19 e agora são risco alto, o que significa uma leve melhora e a possibilidade de mudar algumas medidas restritivas.

Os números de casos, mortes e atendimentos de síndromes gripal e respiratória aguda grave (SRAG) apresentaram queda nos últimos sete dias, o que permite acidade a dar um passo no processo de reabertura gradual do setor econômico. Entretanto, caso a cidade apresente aumento nos números, a prefeitura retorna com as medidas restritivas. Até o momento, a cidade registra 281.950 casos e 24.597 mortes. Destes, 6.117 casos e 102 mortes aconteceram nas últimas 24h.

“Não é um liberou geral. Quando você flexibiliza, fica mais difícil de fiscalizar. Vamos observar este fim de semana, se em alguns locais tradicionais virar aquela bagunça de novo, vamos estabelecer medidas restritivas específicas, para não prejudicar quem colaborou ao longo das últimas semanas”, disse Paes.

As medidas valem desta sexta-feira (07) até o dia 20 de maio, onde fica permitido o funcionamento de bares, lanchonetes, restaurantes e quiosques, com clientes sentados e, no máximo, oito pessoas por mesas, respeitando o distanciamento mínimo de dois metros entre mesas. Os estabelecimentos que possuem música ao vivo devem interromper a atração às 23h.

Em academias, piscinas e centros de treinamento estão permitidas as aulas em grupos, com uma pessoa a cada quatro metros quadrados. Casas de espetáculo, concertos e apresentações também estão permitidas, respeitando o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os participantes, além de capacidade de lotação máxima somente com público sentado passa a ser de 40% em locais fechados, e 60% em locais abertos. A formação de filas e aglomerações em entradas e saída desses locais seguem proibidas.

Aumento nos números de covid-19 na cidade

Na terça-feira (04), a Maré tinha 3.948 casos confirmados. Na quinta-feira (06), a favela registrou 4.078 casos, além de 269 mortes. A princípio, são 130 novos casos no intervalo de dois dias, algo que não foi visto desde o início da pandemia no bairro. Ao acessar o site do painel dos casos da cidade, há a seguinte notificação: “Devido trabalho das equipes de saúde da Atenção Primária e Vigilância em Saúde, especialmente nesta semana, para incluir os resultados laboratoriais e encerrar os casos de Síndrome Gripal no sistema e-SUS VE, os dados divulgados durante os últimos dias apresentam um considerável aumento no número de casos confirmados de COVID-19. Esse aumento não se refere, em sua maioria, a casos identificados nesta semana.” Desta forma, é possível entender, também, o aumento vertiginoso de casos e mortes na Maré nos últimos dias, que no intervalo de sete dias registrou 88 mortes.

“Não houve, de fato, um recorde de casos ontem. Pelo contrário, os números mostram uma queda. O que houve foi um atraso no processo de digitação e de investigação de casos, que só foi atualizado ontem. Vamos nos esforçar para melhorar esse processo, não podemos mais ficar acumulando o dever de casa de digitação”, informou Paes.

Vacinação

Dados do boletim Conexão Saúde: De Olho na Covid apontam que em países que a vacinação avança os números de casos e mortes têm apresentado queda. De acordo com estudos da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) a proporção de mortes de idosos com 80 anos ou mais caiu pela metade no Brasil após o início da vacinação contra a covid-19. Em janeiro, logo que iniciou a imunização, o percentual de vítimas nesta faixa etária era de 28%; no final de abril caiu para 13%, o que destaca a necessidade da vacinação neste momento.

Na Maré, até o dia 03 de maio, 21.998 pessoas foram vacinadas, sendo que 6.295 tiveram acesso às duas doses da vacina.

Manifestação no Jacarezinho

Um dia após a chacina na favela do Jacarezinho que vitimou 28 pessoas, moradores e integrantes de movimentos sociais estiveram na favela para protestar contra a operação policial que ceifou vidas no dia 06 de maio. A manifestação aconteceu a partir das 17h na quadra da escola de samba Unidos do Jacarezinho, quando as lideranças protestaram com faixas e cartazes enquanto caminhavam pela favela.

Diante do ocorrido, a Organização das Nações Unidas (ONU) criticou duramente a realização da operação e pediu investigação independente para averiguar o uso excessivo da força policial, além de relembrar o descumprimento da ADPF das Favelas.

Pessoas com cartazes durante a manifestação. Foto: Amanda Pinheiro

Instalação de passarela em Ramos

Neste final de semana, entre as pistas 4 e 13 as pistas centrais da Avenida Brasil estarão interditadas para dar continuidade nas obras da nova passarela 11, na altura de Ramos. A partir das 22h desta sexta-feira até às 6h da manhã de sábado, a CET-Rio irá interditar entre as passarelas 4 e 11, sentido Deodoro; e entre as passarelas 13 e 11, sentido Centro. Já no sábado (08/05), também das 22h às 6h do domingo seguinte, a pista central, sentido Centro, será interditada entre as passarelas 13 e 11. A rota alternativa é a Linha Vermelha.

Mentoria para jovens da Maré

Estão abertas as inscrições para o LAB SEMENTE, projeto que oferece mentoria para jovens da Maré que querem estruturar iniciativas em diversas áreas de atuação. As inscrições podem ser feitas por grupos, coletivos ou projetos compostos por pelo menos duas pessoas com menos de 30 anos moradores da Maré.

Por seis meses, os selecionados participarão de um processo de formação para desenvolver um pré-projeto e outros materiais que ajudarão a dar continuidade a iniciativa e ampliar suas redes, além de recurso financeiro de 6 mil reais para desenvolver o trabalho. Saiba mais aqui.

A importância da Redução de Danos

No dia 7 de maio é celebrado o Dia Internacional da Redução de Danos, política que visa criar estratégias para reduzir os danos associados ao uso de álcool e outras drogas. Neste dia também é comemorado o aniversário de três anos do Espaço Normal, espaço de referência dentro da Maré que cuida justamente dessas questões de redução de danos e saúde mental das pessoas que usam crack, álcool e outras drogas, a partir da convivência, diálogo e geração de renda. O Espaço Normal é parceiro do Maré de Notícias na distribuição dos jornais e na colagem dos lambe-lambes pelos muros da Maré. Confira o vídeo sobre o dia de hoje e a importância desse espaço para a Maré.

Perdeu alguma matéria? O Maré de Notícias acha para você!

Segunda-feira (03)
Covid-19: Prefeitura anuncia novas datas para aplicar a segunda dose da CoronaVac, por Redação. Leia mais.
Município do Rio amplia calendário de vacinação, por Prefeitura. Leia mais.

Terça-feira (04)
Em CPI da Covid, ex-ministros Mandetta e Teich prestarão depoimentos nesta terça sobre ações da Saúde durante pandemia, por Edu Carvalho. Leia mais.
Em decisão, Lewandowski suspende ordem do TJ-RJ para vacinação de grupos prioritários, por Edu Carvalho. Leia mais.
MPRJ cria canal para receber denúncias de abusos cometidos durante operações policiais em comunidades, por Redação. Leia mais.
Rio de Janeiro começa a aplicar vacina da Pfizer contra covid-19, por Akemi Nitahara – Agência Brasil. Leia mais.
Estudantes escolhem nova camisa do uniforme escolar da rede municipal do Rio, por Redação. Leia mais.
‘Ei, Siri, Tô Tomando Um Enquadro’: atalho para iPhone ajuda a monitorar abordagens policiais, por Beatriz Drague Ramos, em Ponte Jornalismo. Leia mais.

Quarta-feira (05)
No Rio, ator Paulo Gustavo morre por covid-19, por Edu Carvalho. Leia mais.
Artigo: Por que não realizar o Censo Demográfico causa um apagão estatístico?, por Dálcio Marinho. Leia mais.
Prefeitura divulga novo calendário da segunda dose de Coronavac, por Redação. Leia mais.
Projeto social na favela Salsa e Merengue introduz jovens ao futebol feminino, por Hélio Euclides. Leia mais.
Demolição pega de surpresa moradores da favela Rubens Vaz, na Maré, por Hélio Euclides. Leia mais.

Quinta-feira (06)
Medidas restritivas contra a Covid voltam a valer no Rio após nova decisão judicial, por G1 Rio. Leia mais.
Butantan envia nova remessa de Coronavac para o Ministério da Saúde, por Redação. Leia mais.
No rolé do lixo na Maré, todo mundo é protagonista, por Vinícius Lopes e Ruth Osorio. Leia mais.
O poder das lideranças comunitárias na melhoria dos territórios, por Kelly San e Hélio Euclides. Leia mais.
Chacina na favela do Jacarezinho deixa 25 mortos, por Amanda Pinheiro. Leia mais.

Sexta-feira (07)
Rio de Janeiro identifica nova cepa do vírus em circulação no estado, por Mariana Tokarnia – Agência Brasil. Leia mais.
Protesto contra a operação mais letal do Rio, por Redação. Leia mais.
Rio suspende vacinação em profissionais de educação, segurança, limpeza e motoristas, por G1 Rio. Leia mais.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Festas juninas colorem as ruas da Maré e marcam a vida dos moradores

Festas juninas celebram a cultura do nordeste e a fé popular no território composto por 25% de nordestinos e quase 48% de autodeclarados católicos.

Entenda o Projeto de Lei que equipara aborto em casos de estupro a homicídio 

O Projeto de Lei 1904/2024, chamado de “PL da Gravidez Infantil” ou “PL do Aborto”, equipara o aborto após a 22ª semana de gestação ao crime de homicídio, criminalizando mulheres e profissionais de saúde envolvidos no procedimento.