Ronda Maré de Notícias: Em mais uma semana, cidade do Rio segue com medidas restritivas

Ronda Maré de Notícias: Em mais uma semana, cidade do Rio segue com medidas restritivas

Prefeitura, no entanto, flexibiliza em alguns pontos e amplia o horário de funcionamento de restaurantes

Por Andressa Cabral Botelho, em 23/04/2021 às 19h45

Por mais uma semana, a Prefeitura prorrogou as medidas restritivas para reduzir circulação do vírus pela cidade. O decreto com as novas medidas vai de 24 de abril até 03 de maio e traz algumas alterações, como a ampliação do horário de funcionamento de algumas atividades.

Restaurantes, museus, cinemas, teatros, clubes esportivos, casas de festas e outros, poderão funcionar até as 22h. A partir desse horário, estabelecimentos deverão funcionar com a modalidade de drive-thru e delivery. Atividades essenciais podem funcionar sem horário definido, porém respeitando o limite de público – 40% em locais fechados e 60% em abertos -, além de garantir o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas e não permitir aglomerações em filas.

A permanência na rua entre 23h e 5h segue vetada, assim como a permanência e o comércio nas praias nos sábados, domingos e feriados. O funcionamento boates, a realização de shows, festas e rodas de samba, em áreas públicas e particulares seguem proibidos.

“É importante que os cariocas usem as áreas de lazer, com responsabilidade, para se exercitarem ao ar livre. Em relação aos bares e restaurantes, as fiscalizações continuarão a pleno vapor, portanto, não serão toleradas aglomerações”, explicou o secretário Pedro Paulo durante a coletiva de lançamento do 16º Boletim Epidemiológico.

Números da covid-19

As médias móveis de casos confirmados e de atendimentos de síndromes gripal e respiratória aguda grave (SRAG) nas unidades de urgência apresentaram queda e a média móvel de óbitos apresentou estabilidade, de acordo com o boletim da Prefeitura. Entretanto, nesta semana o estado do Rio bateu recorde na média móvel de mortes diárias por covid-19: 280 pessoas perderam as suas vidas em 24h no estado. Desde junho que o Rio de Janeiro não tinha números tão altos de morte como agora. Nesta sexta-feira (23), foram registrados 4.646 novos casos e 272 mortes, totalizando em 720.749 pessoas que testaram positivo e 42.634 que morreram.

A cidade do Rio, assim como a maioria do estado, está na bandeira vermelha, de risco alto para a covid-19. São 251.825 casos confirmados e 23.095 mortes na cidade, de acordo com o painel da Prefeitura.

As favelas ultrapassaram as 4 mil mortes, de acordo com o Painel Unificador Covid-19 Nas Favelas do Rio. Entre os casos, as favelas registraram 44.745 pessoas que tiveram covid-19. A Maré lidera em número de casos. De acordo com o boletim Conexão Saúde: De Olho na Covid, o conjunto de favelas tem até o momento 2.140 casos positivos testados pelo Dados do Bem. Nos últimos 14 dias houve um crescimento 3% no número de óbitos, que passou de 173 para 178.

Vacinação

Embora a vacinação já esteja em andamento em diversos países do mundo, o mundo bateu um novo recorde diário de novos casos, devido, principalmente, em relação à Índia, que entrou em colapso, com falta de leitos, oxigênio e remédios nos hospitais. O país asiático registrou nas últimas 24h 332 mil novos casos, sendo, agora, responsável por 37% dos casos do mundo. No mundo, foram 889 mil novos casos na quarta e 899 mil na quinta, segundo o Our World in Data. No mundo são 973 milhões de pessoas vacinadas até o momento, com mais de 35 milhões de doses no Brasil, o 5º país no total de doses aplicadas.

Nesta sexta-feira (23), dia de vacinação de homens com 60 anos, a cidade alcançou a marca de 90% de idosos vacinados. Aqueles que tem a partir de 60 anos e ainda não tomaram a primeira dose do imunizante, pode comparecer em qualquer unidade de saúde. Para os que já tomaram, é importante prestar atenção na data do cartão de vacinação para que possa tomar a segunda dose para que a imunização esteja completa.

Até o momento, 1,3 milhões de pessoas já foram vacinadas na cidade; destas, quase 395 mil pessoas receberam a segunda dose. Na Maré, 14.458 pessoas já receberam a primeira dose da vacina, mas somente 2.540 receberam a segunda dose.

Como resultado, as notificações de surtos de covid-19 em instituições de longa permanência, como asilos de idosos, chegou a zero até o momento, comprovando a eficácia da vacina contra a doença.

14° Festival de Música e Cultura de Rua de Bangu

Neste sábado, a partir das 18h será transmitida a 14ª edição do Festival de Música e Cultura de Rua de Bangu, com muita música, poesia, dança e performances locais. O festival foi gravado no Espaço Cultural Gastronômico Marcio Conde, ponto de cultura de Padre Miguel. Além das apresentações, o momento será de apoiar a Frente ZO Fome Zero, ajudando em arrecadação de alimentos não-perecíveis e distribuição de cestas básicas pela Zona Oeste do RJ. É possível assistir ao festival pelo Facebook e canal do YouTube.

Perdeu alguma matéria? O Maré de Notícias acha para você!

Segunda-feira (19)
Direito a alimentação adequada para toda a população, por Laerte Breno/Maré Verde. Leia mais.
Invasão e conquista: o Brasil não foi descoberto, por Jorge Melo. Leia mais.
Panorama da Covid-19 melhora no Rio, mas riscos permanecem muito alto, por Redação. Leia mais.
O quê os moradores da Maré pensam sobre a flexibilização das armas?, por Edu Carvalho e Hélio Euclides. Leia mais.
Rio deve imunizar quase toda população idosa ainda nesta semana, por Edu Carvalho. Leia mais.
Audiência pública no STF sobre ADPF das favelas constata: violência têm cor e local, por Daniele Moura. Leia mais.

Terça-feira (20)
Em relatório internacional, Brasil é um dos países na ‘zona vermelha’ para liberdade de imprensa, por Edu Carvalho. Leia mais.
Prefeitura do Rio divulga nova lista de escolas com retorno presencial, por Redação. Leia mais.
Em decreto, Estado prorroga medidas restritivas para a covid-19 até a próxima segunda, por Edu Carvalho. Leia mais.
Justiça suspende decretos contra Covid-19 no Rio, por Edu Carvalho. Leia mais.

Quarta-feira (21)
Saiba o que funciona no feriado de Tiradentes e São Jorge, por Edu Carvalho. Leia mais.
Aprovado uso emergencial de anticorpos para tratamento de Covid-19, por Redação. Leia mais.
Covid-19: Rio inicia vacinação de gestantes com comorbidades, por Vinicius Lisboa, Agência Brasil. Leia mais.
Palestra online apresenta a Baixada Fluminense como pauta positiva para o Brasil, por Site da Baixada. Leia mais.

Quinta-feira (22)
Detran realiza mais um mutirão de serviços neste sábado (24/04), por Detran RJ. Leia mais.
Fiocruz muda dia de entrega semanais das vacinas para as sextas-feiras, por G1 Rio. Leia mais.
Saúde inaugura posto de vacinação no Museu do Campo dos Afonsos, por Prefeitura do Rio. Leia mais.
Pobre, favelado e periférico lê, sim!, por Hélio Euclides. Leia mais.
Operação policial na Maré impede retorno às aulas presenciais e entrega de cestas básicas, por Redes da Maré. Leia mais.
Jovens e adultos são os que mais devem temer à covid-19, por Andressa Cabral Botelho. Leia mais.

Sexta-feira (23)
Um guerreiro chamado Jorge, por Hélio Euclides. Leia mais.
Rio chega a 91% dos idosos vacinados para covid; primeira dose para esse grupo será concluída neste sábado, por Eduardo Pierre, G1 Rio. Leia mais.

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Andressa Cabral Botelho

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.