Ronda: Rio mantém vacinação para adolescentes e autoriza eventos abertos com 500 pessoas

Ronda: Rio mantém vacinação para adolescentes e autoriza eventos abertos com 500 pessoas

Por Edu Carvalho, em 17/09/2021 às 17h

Apesar do impasse ocorrido na ontem, quinta-feira (16/09), quando o Ministério da Saúde publicou uma nota técnica suspendendo a vacinação de adolescentes, a capital do Rio decidiu manter seu calendário de imunização para pessoas de 12 a 17 anos. O objetivo é proteger o grupo diante do quadro, que para vencer o aspecto de disseminação em massa do vírus, obriga que o coletivo esteja protegido. A decisão foi comunicada na divulgação do 37º Boletim Epidemiológico, com a presença do prefeito Eduardo Paes e o secretário municipal de Saúde Daniel Soranz, que afirmaram que o tema está sendo avaliado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). 

Até a última quinta-feira (17), 5.310.171 pessoas haviam tomado pelo menos a primeira dose da vacina contra covid. Esse total representa 94,2% da população carioca elegível para a vacinação (a partir de 12 anos) com a imunização iniciada ou concluída. Já os que terminaram o esquema vacinal de duas doses, equivale a 55,5% da população da cidade, são 3.069.883 pessoas. As doses de reforço (DR) em idosos já somam 15.781 aplicações.

Foi anunciado a autorização para realização de eventos em locais abertos, com lotação máxima de 500 pessoas. A medida passa a valer a partir da próxima terça-feira (21/09). Em relação ao funcionamento de boates, danceterias e salões de dança, fica tudo como está: suspenso até que 65% da população tenha recebido a segunda dose da vacina contra covid-19.  ‘’O decreto de hoje já autoriza algumas coisas e cria parâmetros para a gente olhar para a frente. Quando a cidade chegar a 65% da população totalmente imunizada haverá novas flexibilizações. Ou seja, está recolocado aqui um planejamento de reabertura, a partir daquilo que foi definido pelo comitê científico. A premissa é sempre essa: se voltar a piorar, muda tudo novamente’’, enfatizou o prefeito Eduardo Paes.

Ditadura do Paes 

Durante a tradicional live às quintas-feiras, o presidente Jair Bolsonaro criticou o prefeito do Rio pela decisão de tornar obrigatória a vacinação para todos os servidores do município. Na divulgação do Boletim de hoje, Paes rebateu: “Quero dizer, com muito respeito e formalidade, que não dialogo com a morte. As ações políticas desse governante aqui se dão a partir de gestos de empatia com os cidadãos, com o que vem passando a população do mundo, especialmente a brasileira. O que me move aqui, e o que tem levado a minha ação permanente na busca de superar essa pandemia, é a solidariedade com as muitas famílias enlutadas nesse país. Não sei se o presidente da República tem capacidade de se sensibilizar com isso. Quero crer que sim”. Perguntado sobre como seria sua ‘’ditadura’’, fez mistério: ‘’Nem te conto!’’. 

Ainda sobre pandemia e números…

De acordo com publicado no mais recente Boletim da Prefeitura, o mapa de risco da cidade para transmissão da covid-19 está predominantemente na classificação amarela. Trinta das 33 regiões administrativas (RAs) do município estão no estágio de atenção de risco moderado no indicador que considera as internações e óbitos – as exceções são Centro, Copacabana e Tijuca.

Até o momento, o município do Rio soma mais de 472 mil casos de covid-19, com 33.131 óbitos. Em 2021 são 256.466 casos e 14.048 mortes. A taxa de letalidade deste ano está em 5,5%, contra 8,9% em 2020; e a de mortalidade, em 210,9 a cada 100 mil habitantes, contra 286,5/100 mil no ano passado. A incidência da doença é de 3.850,1/100 mil, quando em 2020 era de 3.235,7/100 mil.

Covid-19 na Maré

De acordo com o Painel Unificador COVID-19 Nas Favelas, o Conjunto de Favelas da Maré é o 1º lugar nos registros de óbitos e casos dentre as comunidades cariocas. Ao todo, são 8469 casos e 351 mortes no território. Na lista, ainda permanecem em ordem como principais pontos de infecção e óbitos: Rocinha (3720 casos/140 mortes), Fazenda Coqueiro (3590 casos/238 mortes), Alemão (2981/165 mortes), e Complexo da Penha (2432 casos/118 mortes). 

O presidente derrete 

Numa crescente cada vez mais perigosa – sobretudo após o último 7 de setembro, feriado da Independência – o presidente Jair Bolsonaro vê a maior taxa de rejeição do mandato. Em levantamento inédito do Instituto Datafolha divulgado ontem (16) pelo site do jornal “Folha de S.Paulo”, os dados de reprovação ao governo oscilou 2 pontos percentuais em relação à pesquisa feita em julho: 53% consideram o governo ruim ou péssimo, o pior índice do mandato; na última pesquisa, eram 51%. Se no meio do caminho tinha uma pedra, no país estão montanhas do tamanho do Everest como a alta inflação, o preço do gás e por sua vez, da gasolina; o aumento da fome e o desemprego.  A nova avaliação ouviu 3.667 pessoas com mais de 16 anos dos dias 13 a 15 de setembro em 190 municípios brasileiros. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos

Para ficar de olho

A popularidade de Bolsonaro com evangélicos caiu para 29%. Já os evangélicos acham seu governo ruim/péssimo: 41%.

Máscaras que salvam

Nós não deixaremos de falar: vacina boa é vacina no braço. E lembre sempre: #UsaMáscaraMorador

Até o fechamento desta edição da Ronda, o país contabilizava mais de 588.640 óbitos e 21.032.268 casos, segundo o consórcio de veículos de imprensa (Globo, Jornal O Globo, Extra, Folha, Estado de São Paulo, G1 e UOL). Aos familiares, parentes e amigos das vítimas, nosso abraço. 

Maré de cultura

De hoje a segunda, a Cia. Brasileira de Teatro realiza um ciclo de estudos gratuito, parte do processo criativo de sua nova obra, Sem Palavras, que forma uma trilogia com Projeto Brasil e Preto. #DicaDoMeioEdaBravo

Amanhã, a cantora e violonista Badi Assad se apresenta direto do palco do Sesc São Carlos. No domingo, a diva Elza Soares e o rapper Renegado encerram a programação do Festival Timbre em uma apresentação acústica. #DicaDoMeioEdaBravo 

O SescTV transmite na quarta um show em homenagem ao centenário de Elizeth Cardoso com a participação de cantoras como Alaíde Costa, Leci Brandão e Zezé Motta. A direção é de Viviane Rodrigues. #DicaDoMeioEdaBravo

Estação da Luz: 120 Anos é o nome da exposição virtual lançada nesta semana pelo Museu da Língua Portuguesa e que reúne imagens dos acervos do Instituto Moreira Salles, do Museu Paulista e do Museu do Café. #DicaDoMeioEdaBravo

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, divulgou a programação 2022, que terá como princípio examinar questões relacionadas à ideia de uma “identidade brasileira” atualizando o debate em um ano marcado por efemérides. As inaugurações acontecem a partir de março de 2022. Para saber mais, clique aqui.

Pronta para entrar em uma nova era, muito mais conectada com o universo pop, Tássia Reis apresenta ‘Shonda D+’, em parceria com Urias e Preta Ary. O single está disponível em todos os aplicativos de música e com videoclipe no YouTube. Assista.

Já conferiu a programação de oficinas remotas e presenciais da Lona da Maré? Tem atividade rolando de segunda a sexta, com aulas gratuitas e abertas, online pelas redes sociais Facebook: @LonaCulturaldaMaré e instagram: @lonadamaré e presenciais na Lona da Maré. 

Perdeu nossos conteúdos da semana? Veja o resumão! 

Sábado (11/9)

A dor da ausência, por Edu Carvalho

Domingo (12/9)

A nova literatura brasileira é das favelas e periferias; conheça escritor José Falero, por Jorge Melo

Sem lenço, sem documento, por Hélio Euclides 

Segunda-feira (13/8)

Agentes Comunitários de Saúde tem atuação limitada por governos durante a pandemia, por Énóis

Prefeitura do Rio cria canal para tirar dúvidas sobre ConecteSus, por Edu Carvalho

Aplicação da dose de reforço em idosos escalonados por idade começa nesta segunda, por Redação

Terça-feira (14/8)

PM podem ter câmeras em fardas em 6 meses, por Dani Moura

Cães e gatos abandonados são socorridos por projeto Focinho da Maré, por Hélio Euclides

UFRJ cria curso sobre teorias e práticas para o enfrentamento de violações aos direitos humanos, por Redação

Foca no Território: Bangu terá última chamada para esclarecer o edital que vai disponibilizar R$ 20 milhões, por Redação

Quarta (15/8)

CUFA Rio realiza série de palestras como atividades culturais gratuitas e seguras, em setembro, por Edu Carvalho

Prefeitura cria projeto “Novos Rumos” para enfrentamento à violência contra a mulher, por Redação

Jornalistas brasileiros, em seu 39 o Congresso, vão apresentar proposta para taxar plataformas digitais, por Redação

Começa hoje obrigatoriedade de ‘Passaporte da vacina’ no Rio, por Edu Carvalho

Quinta-feira (16/8)

Nas ruas e nos lares, casos de feminicídio reforçam importância da rede de apoio, por Tamyres Matos 

Campanha de aleitamento e doação de leite na Maré é retomada, por Edu Carvalho 

Com falta de vacina, Brasil pode registrar mais mortes de crianças por doenças imunopreveníveis, por Redação

Sexta-feira (17/8)

Presidente da Fiocruz vai integrar organização que financia projetos de vacinas, por Redação

Fórum de Esporte, Lazer e Juventude discute políticas na Baixada, por Redação

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Edu Carvalho

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.